Atelier Arquitectos Joaquim Massena


Porto / Madrid

  atelier

Estabelecido em 1992, com o objectivo de acolher o exercício de Arquitectura, Planeamento e Urbanismo, opera na concepção, elaboração de projectos e acompanhamento de edifícios Contemporâneos, obras de carácter Monumental, Patrimonial ou Popular omega replica watches, Equipamentos Públicos/ Privados, bem como assessoria a Particulares e a Organismos Públicos.

O Atelier está localizado no Porto dirigido pelo Arquitecto Joaquim Orlando Massena e em Madrid dirigido pelo Arquitecto Joaquim Filipe Massena.

O Atelier pauta-se no seu exercício, por acções profissionais e pedagógicas, relacionadas com as artes e as técnicas, num dever de cidadania, de respeito pelas Pessoas e pelos justos interesses da Identidade e da Memória de cada Lugar.

Fundado pelo Arquitecto, Joaquim Orlando Massena, o atelier desenvolve uma actividade intelectual, na concepção artística e técnica dos objectos arquitectónicos a que é chamado a intervir, recriando conceitos e modelos apoiados no conhecimento e desenvolvimento cultural, social e económico.

Joaquim Orlando Massena

Joaquim Orlando Massena, nasceu no Porto em 1953, acredita no projecto participado, tem a natureza como escala e a vida como forma das suas obras. Recusa o estereótipo e considera a arquitectura rigorosa, democrática, artística e ao serviço das pessoas.

Licenciado em Arquitectura e co-fundador da Cooperativa de Ensino Superior “ARVORE”.

Mestre em Conservação, Restauro e Reabilitação do Património pela Universidade breitling replica watches de Alcalá de Henares (Madrid, 1997), esteve também ligado durante 12 anos, ao sector público, integrando os departamentos de Urbanismo das Câmaras Municipais do Porto e Vila Nova de Gaia.

Em 1989 inicia a actividade privada e, em 1992, funda o atelier Joaquim Massena, actualmente situado no Centro Histórico do Porto.

Ainda em 1992, ganha o 1º prémio com distinção e unanimidade para o projecto de Reabilitação do Mercado do Bolhão, não tendo sido atribuído o segundo lugar, mas apenas dois terceiros lugares.

Em 2000, recebe a Menção Honrosa, no prémio João Almada, atribuída pela Câmara Municipal do Porto a obras de referência na Reabilitação do Património.

No ano de 2013, no âmbito das comemorações do 25 de Abril, recebe a Medalha de Ouro de Mérito Profissional, pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Entre os vários projectos públicos e privados desenvolvidos (nacionais e internacionais) estão também o Parque da Cidade de Gaia, que engloba replica watches for sale o Complexo Desportivo Municipal, de dimensões olímpicas, o Cine-teatro Eduardo Brazão, situado em Valadares e com capacidade para 300 pessoas, e o complexo residencial e cultural da antiga Fábrica de Cerâmica das Devesas, onde se encontram as naves industriais do escultor Teixeira Lopes.

Joaquim Massena é também responsável pelo projecto de conservação e restauro das fachadas e torres da Igreja da Lapa, no Porto, e, mais recentemente, pelo projecto do Campus Escolar da Serra do Pilar, a primeira Escola dos Sentidos do país, que visa fomentar a aprendizagem espontânea das crianças e constituir uma extensão da habitação.

Paralelamente à actividade no atelier, é, desde 1992, professor convidado na Escola Superior Artística do Porto, e em 2004, lecciona no Instituto Superior Politécnico de Gaia, bem como professor convidado na Universidade de Alcalá em Madrid e em Zamora.

As suas irreverentes e frontais considerações sobre a Arquitectura e Património têm motivado a sua participação em diversas acções cívicas e pedagógicas em várias escolas, conferências, seminários e meios de comunicação social. É um dos pioneiros a tratar o tema da Reabilitação do Património, estabelecendo desde sempre convénios e relações institucionais internacionais na defesa e protecção da identidade material e imaterial.

É membro do Conselho Consultivo da Sociedade de Reabilitação Urbana de Vila Nova de Gaia.

Joaquim Filipe Massena

Joaquim Filipe Massena, nasceu em 1982 no Porto, é arquitecto e urbanista, com formação na Escola Superior Arística do Porto e mestrado na Universidade Complutense de Madrid.

Desde 2004, que se dedica à concepção de projetos públicos e privados de arquitetura, urbanismo e cultura. Entre os projectos públicos e privados desenvolvidos, destaca-se o Museu Nacional da Estónia e a Escola dos Sentidos, a primeira em Portugal com cerca de 10,000m2, que estimula a aprendizagem através dos sentidos.

Recentemente desenvolveu projecto de desenvolvimento urbano da zona de Gran-Via - Corredera Baja San Pablo, em Madrid.

Com extensão do atelier em Madrid, Filipe Massena, leva a cabo a direcção e autoria de projetos internacionais do Atelier.

Mobilizador, agregador de equipas e da sociedade em torno de projetos, tem uma visão artística, social e económica, na concepção e execução de projetos artísticos. 

Realizou diversas iniciativas culturais, festivais e documentários cinematográficos, entre os quais a peça “Cidade com Memória”, onde participaram personalidades portuguesas, como o músico Rui Veloso, atriz Simone de Oliveira, cineasta Manoel de Oliveira, escultor José Rodrigues, maestro Pedro Osório, músico Pedro Abrunhosa.

Recentemente inicia um projeto de valorização internacional do Património Material e Imaterial Português,oris replica que visa o apoio a projetos de investimento na área da cultura e da economia.